#Robert Fisk

10 de setembro de 2014, 11h15

Robert Fisk: A política de Israel “vidas em troca de terra” é roubo. Puro e simples

Visão do mundo: Israel rouba terra, os palestinos perdem terra; é assim que funciona. É assim desde 1948, e é assim que continuará a ser.


31 de julho de 2014, 23h09

Robert Fisk: Os meninos sem rosto de Gaza

Um corpo pequeno pode-se mostrar, mas a sua cara – a própria imagem da sua alma, sobretudo se não tem as feridas que causaram a morte do corpo – deve ser cruelmente embaçada por um borrão, e assim matamos o menino uma segunda vez


22 de março de 2013, 12h03

Obama, um turista em Israel?

Que outro estadista, antes de viajar a Israel, reuniria grupo seleto de líderes da comunidade judaica dos EUA e prometeria que não tomaria iniciativa alguma, que não se preocupassem?


01 de março de 2013, 17h20

Robet Fisk: Guerra ao terror, a nova religião ocidental

Por que o ocidente não para de mandar bombas sobre os povos do Oriente Médio? E por que não para de mandar exércitos para ocupar terras dos muçulmanos, exatamente o que a Al-Qaeda deseja que se faça?


21 de novembro de 2012, 17h00

Israel conspira contra si mesmo

Milhares de hectares de terra são roubados dos árabes por Israel – para judeus e apenas para judeus – na Cisjordânia. Nem sequer sobrou terra suficiente para um Estado palestino


31 de julho de 2012, 10h17

Síria: Guerra de mentiras e hipocrisia

Tudo isto é uma tentativa para esmagar a ditadura síria, não por amor aos sírios nem pelo nosso ódio para com o nosso outrora amigo Bashar Assad. Tudo isto tem que ver com o Irã, o que não tem nada a ver com os direitos humanos ou com o direito à vida ou à morte das crianças sírias


27 de julho de 2012, 12h27

Uma guerra para liquidar a Síria

Robert Fisk alerta: no xadrez do Oriente Médio, talvez haja potências interessadas em levar alguns países árabes ao colapso


12 de dezembro de 2011, 09h08

Jürgen Habermas, a razão e a Europa unificada. Perdeu, playboy

Durante vinte anos, Jürgen Habermas martelou-nos as cabeças com a mesma ladainha: que a Ilustração, que a Europa, que a racionalidade, que o diálogo democrático. A implícita sinonímia entre esses termos era tal que às vezes tinha-se a sensação de que a racionalidade era uma espécie de exclusividade europeia, que o diálogo em busca de […]