#sociedade de classes

12 de janeiro de 2014, 18h34

Os “rolezinhos” e um apartheid à brasileira

O “rolezinho” demonstra o paradoxo da elite brasileira, que por um lado quer crescimento econômico, mas por outro quer manter os de pele marrom confinados na senzala