#tristeza

06 de fevereiro de 2017, 13h31

Ode à raiva

Sou filha de Marte num tempo de fogo. Nasci para guerrear. Para ser forte. Para ser brava. Acho que, na superfície, a emoção com que eu estou mais familiarizada é a raiva. Essa que, para tantas pessoas, é a marca da involução. Eu gosto da minha raiva. Ela é parte de mim e minha aliada, […]