#turca

13 de julho de 2015, 19h37

Turca mata o marido após histórico de agressões e ganha solidariedade de outras vítimas de violência

Çilem Dogan diz não estar arrependida do que fez; ela registrou diversas ocorrências por abuso e agressões ao longo do casamento e conta que reagiu após ser espancada e se recusar a ser enviada a um prostíbulo para ganhar dinheiro.