#Vicente Cândido (PT-SP)

10 de agosto de 2017, 09h33

Comissão aprova ‘distritão’ e R$ 3,6 bilhões para campanhas

O texto aprovado mantém o sistema eleitoral atual para 2018 e 2020 e estabelece que o sistema de voto distrital misto, que combina voto majoritário e em lista preordenada, deverá ser regulamentado pelo Congresso em 2019 e, se regulamentado, passaria a valer para as eleições de 2022.


03 de abril de 2017, 08h15

Relator antecipa reforma política que prevê fim dos vices e voto em lista. Veja aqui as mudanças

Na visão do relator, o país joga “dinheiro fora” ao manter os cargos de vice. “Temos quase 6 mil vices no Brasil, que devem ter no mínimo mais dois cargos [de assessor]. Então, temos um exército de 15 mil pessoas que ganham para não fazer nada. Se o vice não faz nada, não tem por que ser assessorado”, completa.


03 de abril de 2017, 08h15

Relator antecipa reforma política que prevê fim dos vices e voto em lista. Veja aqui as mudanças

Na visão do relator, o país joga “dinheiro fora” ao manter os cargos de vice. “Temos quase 6 mil vices no Brasil, que devem ter no mínimo mais dois cargos [de assessor]. Então, temos um exército de 15 mil pessoas que ganham para não fazer nada. Se o vice não faz nada, não tem por que ser assessorado”, completa.


03 de abril de 2017, 08h15

Relator antecipa reforma política que prevê fim dos vices e voto em lista. Veja aqui as mudanças

Na visão do relator, o país joga “dinheiro fora” ao manter os cargos de vice. “Temos quase 6 mil vices no Brasil, que devem ter no mínimo mais dois cargos [de assessor]. Então, temos um exército de 15 mil pessoas que ganham para não fazer nada. Se o vice não faz nada, não tem por que ser assessorado”, completa.