#Vitalmiro Bastos de Moura

20 de setembro de 2013, 09h10

Fazendeiro acusado de ordenar a morte de Dorothy Stang é condenado a 30 anos de prisão

Vitalmiro Bastos de Moura, que já está preso em regime semiaberto, não poderá recorrer em liberdade


06 de junho de 2007, 18h09

Fazendeiro acusado de mandante no assassinato de irmã Dorothy é condenado a pena máxima

O fazendeiro Vitalmiro Bastos de Moura, o Bida, foi condenado a 30 anos de prisão sob acusação de ser o mandante do assassinato da missionária norte-americana Dorothy Stang, em 2005. A pena será cumprida em regime fechado. Se recorrer, terá de aguardar o novo julgamento detido.