13 de setembro de 2018, 10h09

Tasso Jeraissati diz que o grande erro do PSDB foi entrar no governo Temer

Entre outros erros, o senador aponta o fato do partido ter questionado a vitória de Dilma Rousseff. “Não questionamos as instituições, respeitamos a democracia”

Tasso Jeraissati. Foto: Antonio Cruz/Abr

Em entrevista ao repórter Pedro Venceslau, publicada no Estadão, nesta quinta-feira (13), o senador Tasso Jeraissati, ex-presidente nacional do PSDB e presidente do Instituto Teotônio Vilela, braço teórico do partido, afirmou que o grande erro do PSDB foi entrar no governo Temer.

Tasso disse ainda que o partido cometeu uma série de outros “erros memoráveis” e agora está pagando por isso. Entre estes erros, o senador aponta o fato do partido ter questionado a vitória de Dilma Rousseff. “Não é da nossa história e do nosso perfil. Não questionamos as instituições, respeitamos a democracia”, disse.

Outro erro, segundo ele, “foi votar contra princípios básicos nossos, sobretudo na economia, só para ser contra o PT”, afirmou.

Perguntado sobre o impacto da gravação da conversa entre Aécio e Joesley Batista em que acertam repasse de R$ 2 milhões, Tasso considerou altíssimo e disse ainda que Aécio “deveria ter se afastado logo da presidência do PSDB”.

“Como nós não tomamos as medidas necessárias naquele cenário, era previsível que o desgaste do PSDB iria perdurar e teria consequências graves nas eleições. O desgaste do PSDB vem dali. As pessoas estão vendo mal o PSDB.”

Leia a entrevista completa no Estadão