Imprensa livre e independente
02 de junho de 2010, 15h51

Tecnologias para armazenar água mudam o semiárido do RN

Organizadas pela Articulação no Semiárido Brasileiro (Asa Brasil), o Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2) mostra resultados

Organizadas pela Articulação no Semiárido Brasileiro (Asa Brasil), o Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2) mostra resultados Por Redação O Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2), da Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA), concretiza mais uma importante etapa em sua atuação no estado do Rio Grande do Norte. Durante os meses de janeiro, fevereiro e março de 2010 foram construídas nove barragens subterrâneas e cinco tanques de pedra. Essas implementações beneficiarão 59 famílias com experiências apropriadas a nossa região de clima semiárido. De acordo com a equipe técnica da UGT Núcleo Sertão Verde cada tanque de pedra beneficiará diretamente...

Organizadas pela Articulação no Semiárido Brasileiro (Asa Brasil), o Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2) mostra resultados

Por Redação

O Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2), da Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA), concretiza mais uma importante etapa em sua atuação no estado do Rio Grande do Norte. Durante os meses de janeiro, fevereiro e março de 2010 foram construídas nove barragens subterrâneas e cinco tanques de pedra. Essas implementações beneficiarão 59 famílias com experiências apropriadas a nossa região de clima semiárido.

De acordo com a equipe técnica da UGT Núcleo Sertão Verde cada tanque de pedra beneficiará diretamente 10 famílias, podendo, indiretamente, atender quase toda uma comunidade onde as famílias agricultoras disponibilizarão de reservatórios de água para os gastos domésticos e uso dos animais. Os municípios de São Rafael, Triunfo Potiguar, Messias Targino, Almino Afonso, Antonio Martins, Doutor Severiano e São Miguel poderão comemorar os resultados já alcançados, e as famílias já festejam o início das primeiras chuvas na Região Oeste do estado.

Veja também:  Bolsonaro diz que Folha de S.Paulo é 100% fake news

Segundo o agricultor Firmino Neto de Almeida, do Sítio Triunfo II, no município de Triunfo Potiguar/RN, “a barragem subterrânea é um importante benefício conquistado por sua família, pois, ajudará no plantio do capim para alimentação de sua criação de gado, além de possibilitar o plantio do milho, feijão e da batata para o consumo de toda sua família”.

Além das construções, as famílias beneficiadas com barragens subterrâneas também serão capacitadas em um curso sobre Sistema Simplificado de Manejo da Água (SSMA), possibilitando-as o conhecimento e a multiplicação de práticas agroecológicas de produção familiar, relações de igualdade de gênero e o manejo adequado do solo e da água. Ao todo, o P1+2 capacitará 195 famílias camponesas, dos quais 185 serão beneficiárias com a cisterna-calçadão, outra tecnologia do Programa, nas microrregiões Assu-Mossoró, Médio e Alto Oeste do estado do Rio Grande do Norte.

Barragens subterrâneas:

Clique aqui para acessar fotos de tanques de pedra.

(Com informações da Asa Brasil)

 

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum