Imprensa livre e independente
17 de dezembro de 2018, 16h22

Temer elogia Dilma: “Eu tenho a impressão de que ela é uma senhora correta, honesta”

Temer, sobre a ex-presidenta: “Eu não tenho essa impressão de ela seja alguém que chegou ao governo para se apropriar das coisas públicas. Nunca tive essa impressão e confesso que continuo não tendo”

Foto: SBT/Reprodução Em entrevista concedida ao programa Poder em Foco, no SBT, na madrugada desta segunda-feira (17), Michel Temer fez elogios à ex-presidenta Dilma Rousseff, que ele ajudou a derrubar. “Eu tenho a impressão de que ela é uma senhora correta, honesta. Eu não tenho essa impressão de ela seja alguém que chegou ao governo para se apropriar das coisas públicas. Nunca tive essa impressão e confesso que continuo não tendo”, disse. A afirmação foi feita em meio a outras no mínimo controversas, como “Eu apanhei o governo numa situação de muita contestação. Quando o presidente é impedido, assume o...

Foto: SBT/Reprodução

Em entrevista concedida ao programa Poder em Foco, no SBT, na madrugada desta segunda-feira (17), Michel Temer fez elogios à ex-presidenta Dilma Rousseff, que ele ajudou a derrubar. “Eu tenho a impressão de que ela é uma senhora correta, honesta. Eu não tenho essa impressão de ela seja alguém que chegou ao governo para se apropriar das coisas públicas. Nunca tive essa impressão e confesso que continuo não tendo”, disse.

A afirmação foi feita em meio a outras no mínimo controversas, como “Eu apanhei o governo numa situação de muita contestação. Quando o presidente é impedido, assume o vice, com toda naturalidade”, ou ainda:  “Não tem nada de toma lá dá cá”, a respeito de sua relação com o Congresso Nacional.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Ainda sobre sua convivência com o Congresso, Temer acrescentou: “Eu fiz um governo semiparlamentarista e trouxe o Congresso para governar comigo, algo que no passado não acontecia”.

Veja também:  Deputado por 28 anos, Bolsonaro diz que "grande problema" do Brasil é a classe política

Denúncias

Temer negou irá para Portugal depois que concluir seu mandato. Garantiu que ficará em sua casa em São Paulo e se mostrou confiante em relação às denúncias contra ele.

“Quando eu sair da presidência o foco não será mais político, vai para o foco jurídico. (Não há) nem preocupação minha, nem dos advogados. Essa denúncia gerou duas manifestações da Câmara como se fosse um pedido de impeachment. E o que a Câmara fez? Negou”, destacou.

O emedebista disse que nutre uma “expectativa positiva” quanto ao governo de extrema direita de Jair Bolsonaro e as reformas antissociais que este pretende realizar.

Com informações do UOL

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum