Imprensa livre e independente
18 de fevereiro de 2019, 08h30

Tiros que mataram seis em Manguinhos podem ter partido da torre da Cidade da Polícia

Um funcionário da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) denunciou, pela primeira vez, tiros de ‘snipers’ da Cidade da Polícia em direção à Favela de Manguinhos

Foto: Reprodução TV Globo
De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, uma torre policial da Cidade da Polícia, unidade administrativa da Polícia Civil do RJ, passará por perícia nesta segunda (18). Há uma suspeita de que tiros feitos a partir dela por snipers vitimaram seis moradores da comunidade de Manguinhos —todos inocentes. Um funcionário da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) denunciou, pela primeira vez, tiros de ‘snipers’ da Cidade da Polícia em direção à Favela de Manguinhos, vizinha ao complexo de delegacias, em setembro do ano passado. O relato foi feito no Conselho Comunitário de Segurança (CCS) da região. Os tiros atingiram as pessoas quando saíam para compras ou que...

De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, uma torre policial da Cidade da Polícia, unidade administrativa da Polícia Civil do RJ, passará por perícia nesta segunda (18). Há uma suspeita de que tiros feitos a partir dela por snipers vitimaram seis moradores da comunidade de Manguinhos —todos inocentes.

Um funcionário da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) denunciou, pela primeira vez, tiros de ‘snipers’ da Cidade da Polícia em direção à Favela de Manguinhos, vizinha ao complexo de delegacias, em setembro do ano passado. O relato foi feito no Conselho Comunitário de Segurança (CCS) da região.

Os tiros atingiram as pessoas quando saíam para compras ou que voltavam do trabalho. Os relatos dos moradores foram feitos ao Ministério Público Federal do RJ e à Defensoria Pública, que vão participar da perícia.

 

Veja também:  Frente de dez partidos, entre eles PSDB e PT, funda movimento “Direitos Já” contra Bolsonaro

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum