Imprensa livre e independente
20 de outubro de 2017, 12h56

Tiroteio deixa dois mortos em escola particular de Goiânia

Informações iniciais dão conta de que mais cinco pessoas ficaram feridas; suspeito pelos disparos é um estudante, filho de militares.

Informações iniciais dão conta de que mais cinco pessoas ficaram feridas; suspeito pelos disparos é um estudante, filho de militares. Da Redação* De acordo com informações preliminares, há dois mortos e cinco feridos depois de um tiroteio que ocorreu nesta sexta-feira (20), no Colégio Goyases, escola particular de ensino infantil e fundamental, no Conjunto Riviera, em Goiânia. Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o suspeito pelos disparos é um estudante filho de militares, que está apreendido. Os baleados foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros. Segundo o órgão, um dos feridos foi atendido pelo Grupo de Radiopatrulha Aérea...

Informações iniciais dão conta de que mais cinco pessoas ficaram feridas; suspeito pelos disparos é um estudante, filho de militares.

Da Redação*

De acordo com informações preliminares, há dois mortos e cinco feridos depois de um tiroteio que ocorreu nesta sexta-feira (20), no Colégio Goyases, escola particular de ensino infantil e fundamental, no Conjunto Riviera, em Goiânia. Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o suspeito pelos disparos é um estudante filho de militares, que está apreendido.

Os baleados foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros. Segundo o órgão, um dos feridos foi atendido pelo Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer) da Polícia Militar e levado para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Outros quatro, segundo a corporação, foram levados a unidades de saúde por terceiros.

O Corpo de Bombeiros relatou ainda que uma mulher ligou no 193, se identificando como professora, e disse que uma pessoa invadiu a escola e fez diversos disparos.

*Com informações do G1

 Foto: Reprodução/TV Anhanguera

 

Veja também:  Mercado reduz projeção do PIB pela 12ª vez este ano

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum