Imprensa livre e independente
14 de dezembro de 2018, 08h47

Três mil médicos selecionados para substituir cubanos ainda não se apresentaram; prazo termina hoje

Segundo a coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, parte dos mais de 4.000 médicos brasileiros que já se apresentaram no trabalho pode deixar os cargos a partir de março, quando começam as residências médicas do país.

Coluna da jornalista Mônica Bergamo, na edição deste sexta-feira (14) da Folha de S.Paulo, revela que 3 mil médicos inscritos no Programa Mais Médicos para substituir os profissionais cubanos ainda não se apresentaram nos municípios para iniciar as atividades. O prazo para apresentação termina hoje. No total, foram abertas 8.517 vagas, mas até as 18h desta quinta-feira, segundo o Ministério da Saúde, apenas 6.634 profissionais brasileiros ou estrangeiros haviam completado a inscrição no programa. Segundo a colunista da Folha, uma segunda questão aflige os gestores. Boa parte dos mais de 4.000 médicos brasileiros que já se apresentaram no trabalho pode...

Coluna da jornalista Mônica Bergamo, na edição deste sexta-feira (14) da Folha de S.Paulo, revela que 3 mil médicos inscritos no Programa Mais Médicos para substituir os profissionais cubanos ainda não se apresentaram nos municípios para iniciar as atividades. O prazo para apresentação termina hoje.

No total, foram abertas 8.517 vagas, mas até as 18h desta quinta-feira, segundo o Ministério da Saúde, apenas 6.634 profissionais brasileiros ou estrangeiros haviam completado a inscrição no programa.

Segundo a colunista da Folha, uma segunda questão aflige os gestores. Boa parte dos mais de 4.000 médicos brasileiros que já se apresentaram no trabalho pode deixar os cargos a partir de março, quando começam as residências médicas do país.

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Veja também:  Por determinação judicial, Bolsonaro se retrata e pede desculpas públicas à deputada Maria do Rosário, do PT

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum