Imprensa livre e independente
25 de junho de 2016, 12h34

Tribunal de Contas do Estado de São Paulo investiga obras da linha-5 do Metrô

O TCE de São Paulo investiga possíveis irregularidades nas obras da linha-5-lilás, do metrô. Obra deveria ser entregue ainda em 2016, mas foi adiada por Alckmin para 2019.

O TCE de São Paulo investiga possíveis irregularidades nas obras da linha-5-lilás, do metrô. Obra deveria ser entregue ainda em 2016, mas foi adiada por Alckmin para 2019. Por redação O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo investiga supostas irregularidades em pelo menos oito contratos de empreiteiras assinados pela Companhia Metropolitana de São Paulo (Metrô) desde 2008. As irregularidades podem ser observadas já no primeiro contrato, que previa 58 serviços a cerca de R$ 131 cada e no ano seguinte apontava 997 serviços a custo de R$ 144, de acordo com orçamento aditivo. O Metrô recebeu do relator...

O TCE de São Paulo investiga possíveis irregularidades nas obras da linha-5-lilás, do metrô. Obra deveria ser entregue ainda em 2016, mas foi adiada por Alckmin para 2019.

Por redação

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo investiga supostas irregularidades em pelo menos oito contratos de empreiteiras assinados pela Companhia Metropolitana de São Paulo (Metrô) desde 2008. As irregularidades podem ser observadas já no primeiro contrato, que previa 58 serviços a cerca de R$ 131 cada e no ano seguinte apontava 997 serviços a custo de R$ 144, de acordo com orçamento aditivo.

O Metrô recebeu do relator do caso, Antônio Roque Citadini, o prazo de 60 dias para explicar as diferenças de valores e serviços contratados. A Companhia Metropolitana afirmou, em nota, que os aditivos correspondem às diretrizes da Lei de licitações (8666/93) e que prestará esclarecimentos ao Tribunal de Contas dentro dos próximos dois meses.

As obras da linha-5 deveriam ser entregues em 2016, porém o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, adiou a entrega para 2019, junto com a estação Vila Sônia, da Linha 4-Amarela, que já soma 3 anos de atrasos.

Veja também:  Escândalo da Vaza Jato tem potencial para levar Moro e Dallagnol à cadeia

De acordo com o Governo do Estado, as estações Higienópolis-Mackenzie, Oscar Freire, e Morumbi – que também tiveram inauguração adiada – só devem ficar prontas em 2017.

 

Foto: LEONARDO SOARES/AGÊNCIA ESTADO/AE

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum