Imprensa livre e independente
22 de novembro de 2018, 21h02

Único condenado pelas Jornadas de Junho, Rafael Braga tem pena reduzida pela metade

O jovem, único condenado após atos de 2013 por portar um produto de limpeza, contraiu tuberculose em Bangu 2, teve a pena de 11 anos e 4 meses reduzida para 6 anos de reclusão

(Foto: Renata Neder)
Na tarde desta quinta- feira (22), o Instituto de Defensores de Direitos Humanos (DDH) informou que a 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) absolveu Rafael Braga Vieira, da acusação de associação para o tráfico de drogas, reduzindo a pena de 11 anos e 4 meses para 6 anos de reclusão. O jovem é o único condenado, após as Jornadas de Junho de 2013, por portar um produto de limpeza. Contraiu tuberculose em  Bangu 2, onde cumpre pena. A doença, que pode ser facilmente tratada, é considerada “pena de morte” em presídios por negligência...

Na tarde desta quinta- feira (22), o Instituto de Defensores de Direitos Humanos (DDH) informou que a 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) absolveu Rafael Braga Vieira, da acusação de associação para o tráfico de drogas, reduzindo a pena de 11 anos e 4 meses para 6 anos de reclusão.

O jovem é o único condenado, após as Jornadas de Junho de 2013, por portar um produto de limpeza. Contraiu tuberculose em  Bangu 2, onde cumpre pena. A doença, que pode ser facilmente tratada, é considerada “pena de morte” em presídios por negligência do estado.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Morador do Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, Braga foi detido pela primeira vez em junho de 2013 portando uma garrafa de desinfetante Pinho Sol, que foi interpretado pelos policiais como material para fabricar explosivos. Ele respondeu ao processo em liberdade com uma tornozeleira eletrônica e, em janeiro de 2016, foi detido novamente depois de ser abordado por um policial enquanto ia comprar pão.

Veja também:  PF prende prefeito de Florianópolis e policial que vazaria investigações

Foi atribuído ao jovem, nesta última ocasião, 0,6 gramas de maconha, 9,3 gramas de cocaína e um rojão. Desde seu primeiro depoimento, no entanto, Braga alegou que tal material não lhe pertencia, e ainda revelou uma série de ameaças de policias, desde 2013, de “plantar” drogas “em sua conta”. Em sentença publicada em 20 de abril, o rapaz foi condenado a 11 anos de prisão por tráfico de drogas. A decisão foi baseada apenas no depoimento de policiais.

Leia também: Tribunal que condenou Rafael Braga absolveu playboy que matou filho de Cissa Guimarães

INFORME SOBRE O CASO RAFAEL BRAGAO DDH informa que a 5ª Câmara Criminal do TJ-RJ, em julgamento de embargos…

Posted by Instituto de Defensores de Direitos Humanos – DDH on Thursday, November 22, 2018

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum