Imprensa livre e independente
12 de fevereiro de 2019, 13h35

Valeska Popozuda vai para os TT’s após fotografar com apoiador de Bolsonaro

A hashtag #RipValesca já é a segunda mais tuitada, atrás apenas da #ChicoMendes

FOTO: Reprodução Instagram
A funkeira Valesca Popozuda surpreendeu seus seguidores em seu stories do Instagram, nesta segunda-feira (11), e foi parar nos TT’s com a hashtag #RipValesca, após aparecer abraçada com o maquiador Agustin, apoiador do presidente Jair Bolsonaro. Agustin, que é homossexual assumido, se tornou persona não grata entre a maior parte da comunidade LGBTs desde então. Nos vídeos, Valesca diz que é amiga do maquiador há anos e afirma que ele pode falar sim o que quiser, “meu amigo pode falar o que quiser, a vida é dele, então não sou eu que vou criticar”. Ainda em vídeo a cantora pediu:...

A funkeira Valesca Popozuda surpreendeu seus seguidores em seu stories do Instagram, nesta segunda-feira (11), e foi parar nos TT’s com a hashtag #RipValesca, após aparecer abraçada com o maquiador Agustin, apoiador do presidente Jair Bolsonaro.

Agustin, que é homossexual assumido, se tornou persona não grata entre a maior parte da comunidade LGBTs desde então.

Nos vídeos, Valesca diz que é amiga do maquiador há anos e afirma que ele pode falar sim o que quiser, “meu amigo pode falar o que quiser, a vida é dele, então não sou eu que vou criticar”.

Ainda em vídeo a cantora pediu: “quero que vocês respeitem a ele e me respeitem antes de tudo”.

Os internautas e fãs de Valesca Popozuda, a maioria da comunidade LGBT, mostraram revolta com o posicionamento da funkeira e a hashtag #RipValesca já é a segunda mais tuitada, atrás apenas de #ChicoMendes.

Leia também: “Que diferença faz quem é Chico Mendes?”, diz ministro do Meio Ambiente

Veja também:  Bolsonaro admite que quer armar a população para defender seu governo e impedir golpe

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum