Imprensa livre e independente
02 de agosto de 2017, 12h01

Veja vídeo: Imigrante árabe é ameaçado e agredido por vender esfihas em Copacabana

Em um primeiro momento, as pessoas no entorno parecem não dar muita atenção e apenas olham curiosas. Ao fundo se pode ouvir uma moça respondendo: “ele é trabalhador também”.

Em um primeiro momento, as pessoas no entorno parecem não dar muita atenção e apenas olham curiosas. Ao fundo se pode ouvir uma moça respondendo: “ele é trabalhador também”. Da Redação* Aos gritos de “sai do meu país”, um sujeito com um pedaço de pau na mão ameaça um árabe vendedor ambulante de esfihas na praia de Copacabana. Em um primeiro momento, as pessoas no entorno parecem não dar muita atenção e apenas olham curiosas. Ao fundo se pode ouvir uma moça respondendo: “Ele é trabalhador também”. Nas, redes, no entanto, o vídeo bombou e vários comentários em defesa do...

Em um primeiro momento, as pessoas no entorno parecem não dar muita atenção e apenas olham curiosas. Ao fundo se pode ouvir uma moça respondendo: “ele é trabalhador também”.

Da Redação*

Aos gritos de “sai do meu país”, um sujeito com um pedaço de pau na mão ameaça um árabe vendedor ambulante de esfihas na praia de Copacabana.

Em um primeiro momento, as pessoas no entorno parecem não dar muita atenção e apenas olham curiosas. Ao fundo se pode ouvir uma moça respondendo: “Ele é trabalhador também”.

Nas, redes, no entanto, o vídeo bombou e vários comentários em defesa do ambulante foram postados:

“Gostaria de saber onde foi isso e se este rapaz ainda está trabalhando no local. Faço questão de ajudá-lo!”, perguntou um internauta, que obteve imediatamente a resposta:

“Avenida Nossa senhora de Copacabana esquina com Santa Clara. Esses caras não têm respeito por ninguém, todo dia sou coagida e assediada por esse mesmo VERME do vídeo”.

Veja também:  Chico Buarque é merecedor de qualquer prêmio da face da terra

Um homem de ascendência árabe postou o seguinte apelo: “Nós somos refugiados
aqui no brasil. A gente saiu de lá procurando viver em paz e só temos essa forma para trabalhar. Num país que está em crise e não tem empregos o que a gente tem que fazer?”

A sua pergunta foi seguida por várias mensagens de apoio e saudações de bem vindo.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum