Imprensa livre e independente
03 de março de 2018, 08h54

Vencedor do Nobel da Paz, Pérez Esquivel vai indicar Lula para receber o prêmio

O vencedor do Prêmio Nobel da Paz, Adolfo Pérez Esquivel, reuniu-se com o ex-presidente Lula em seu instituto: "Seu governo foi crucial para a paz dos brasileiros e foi um exemplo para o mundo" 

Foto: Ricardo Stuckert
Vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 1980, o ativista Adolfo Pérez Esquivel disse em seu site que irá propor o nome do ex-presidente Lula para receber o prêmio. Ele esteve no Brasil e se encontrou com o ex-presidente no Instituto Lula, nesta sexta-feira (2). “A chegada do PT e Lula à presidência marcou um antes e depois para o Brasil, a ponto de se tornar uma referência internacional no combate à pobreza. Mais de 30 milhões de pessoas foram resgatadas da pobreza extrema (um país inteiro), diminuiu a desigualdade e aumentou o índice de desenvolvimento humano”, afirmou Pérez Esquivel. “Seu governo foi...

Vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 1980, o ativista Adolfo Pérez Esquivel disse em seu site que irá propor o nome do ex-presidente Lula para receber o prêmio. Ele esteve no Brasil e se encontrou com o ex-presidente no Instituto Lula, nesta sexta-feira (2).

“A chegada do PT e Lula à presidência marcou um antes e depois para o Brasil, a ponto de se tornar uma referência internacional no combate à pobreza. Mais de 30 milhões de pessoas foram resgatadas da pobreza extrema (um país inteiro), diminuiu a desigualdade e aumentou o índice de desenvolvimento humano”, afirmou Pérez Esquivel. “Seu governo foi crucial para a paz dos brasileiros e foi um exemplo para o mundo.”

Esquivel ainda destacou que no Brasil, hoje, não há democracia, após o golpe que tirou Dilma Rousseff da presidência. “No Brasil hoje não há democracia, há uma continuação do golpe contra Dilma Rousseff ocorrido em 2016. Defender Lula é defender o retorno da democracia brasileira. A população do Brasil está perdendo suas terras, o seu teto e seu trabalho. A direita sabe que Lula tem muito apoio, porque ele fez as políticas de igualdade e justiça social como nunca existiu neste país.”

Veja também:  Lula sobre a Lava Jato: "As instituições não podem ser comandadas por moleques"

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum