08 de março de 2019, 12h27

Venezuela sofre ataque e 70% do país está sem energia

Governo diz que principal hidroelétrica do país foi sabotada e maior parte do país vive apagão há mais de 20 horas

Foto: Twitter
O governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, decidiu suspender as atividades escolares e trabalhistas nesta sexta-feira (8), com o objetivo de acelerar a restauração do serviço elétrico, após a sabotagem por parte do governo dos EUA registrada na quinta-feira na rede elétrica do país. A vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodriguez, anunciou que, com esta medida, deverá ser restaurada ainda nesta sexta-feira a normalização do sistema elétrico, que foi “atacado por setores de direita encorajados por políticos imperialistas”, disse. O presidente Nicolás Maduro anunciou, através de sua conta no Twitter, na noite desta quinta-feira (7), que a guerra elétrica anunciada...

O governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, decidiu suspender as atividades escolares e trabalhistas nesta sexta-feira (8), com o objetivo de acelerar a restauração do serviço elétrico, após a sabotagem por parte do governo dos EUA registrada na quinta-feira na rede elétrica do país.

A vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodriguez, anunciou que, com esta medida, deverá ser restaurada ainda nesta sexta-feira a normalização do sistema elétrico, que foi “atacado por setores de direita encorajados por políticos imperialistas”, disse.

O presidente Nicolás Maduro anunciou, através de sua conta no Twitter, na noite desta quinta-feira (7), que a guerra elétrica anunciada e dirigida pelo imperialismo dos EUA será derrotada. “Nada e ninguém será capaz de derrotar o povo de Bolívar e Chávez. Máxima unidade dos patriotas!”, disse.

“A guerra elétrica anunciada e dirigida pelo imperialismo dos EUA contra nosso povo será derrotada. Nada e ninguém será capaz de derrotar o povo de Bolívar e Chávez. Máxima unidade dos patriotas!”

A vice-presidente, em transmissão anterior, acusou o senador republicano dos EUA, Marco Rubio, do estado da Flórida, de estar por trás desse ataque ao sistema elétrico nacional.

Na última quarta-feira, o senador afirmou que a Venezuela estaria “dentro de poucos dias na sua mais séria escassez de alimentos e combustíveis”.

“É uma grande coincidência que, menos de três minutos depois de ter ocorrido a sabotagem criminosa contra o nosso sistema de geração de energia em Guri, aparece o dono dos lacaios, o Sr. Marco Rubio, publicando um tuite onde diz que a Venezuela ficará sem energia”, disse em uma coletiva de imprensa o ministro das Comunicações venezuelano, Jorge Rodríguez.

Na noite de quinta-feira, o vice-presidente setorial de Cultura e Turismo da Venezuela, Jorge Rodríguez, anunciou que nas próximas horas, 100% da oferta de serviços de eletricidade em todo o território nacional será restaurada.

Rodriguez afirmou ainda que a intenção da sabotagem seria submeter o povo venezuelano a diversos dias com áreas vitais sem eletricidade.

Segundo informações mais recentes, a energia elétrica já retornou em alguns setores de Caracas.