11 de fevereiro de 2018, 16h17

Vera Fischer afirma que fingiu ter doença ginecológica para fugir de assédio. Vídeo

A atriz revelou: “Se você não fizer o que eles querem, te mandam embora”, sobre as investidas que sofreu nos bastidores da TV

A atriz Vera Fischer, questionada sobre o “teste do sofá”: “Não teve isso pra mim. Mas eles tentaram” Foto: Reprodução/Instagram/Vera Fischer

Em entrevista ao apresentador Amaury Júnior, no Band Folia, em pleno Carnaval, a atriz Vera Fischer se pronunciou a respeito da estratégia que usava para lidar com tentativas de assédio sexual que sofria em seu passado na TV. Amaury não se incomodou com o clima de festa no Baile do Copa, no Rio de Janeiro, e abordou um assunto sério: “Tá se falando muito em assédio sexual, essa coisa toda que tá rolando. Você foi vítima de assédio sexual lá atrás…”.

“Sim, sim. Mas eu sou um touro. Alemã. Sempre soube dar uma ‘fugidinha’ e dar uma explicação que as pessoas ficavam: ‘Ah, não, então não. Não é bom isso que você tá falando’. Uma doença ginecológica, coisas assim. Aí, ‘nego’, foge de mim e não me manda embora da novela”, revelou.

Em seguida, complementou: “A gente tem criatividade, aí você se safa. Porque se você não fizer o que eles querem, eles te mandam embora. Eu não queria ser mandada embora, então fiquei inventando coisas”. Questionada sobre o “teste do sofá”, foi enfática: “Não teve isso pra mim. Mas eles tentaram”.

Com informações do Estadão