Imprensa livre e independente
04 de agosto de 2015, 15h58

Vereador quer criar o dia do “É gol da Alemanha”

De acordo com Jota Silva, do PSB de Campinas (SP), objetivo do projeto de lei é tornar o 8 de julho - data da histórica derrota do Brasil para a Alemanha na Copa do Mundo do ano passado - um dia para se promover debates e discussões para "a melhoria do futebol brasileiro"

De acordo com Jota Silva, do PSB de Campinas (SP), objetivo do projeto de lei é tornar o 8 de julho – data da histórica derrota do Brasil para a Alemanha na Copa do Mundo do ano passado – um dia para se promover debates e discussões para “a melhoria do futebol brasileiro” Por Redação Em 8 de julho do ano passado a seleção brasileira de futebol sofria o que é considerada a maior derrota de toda a sua história. Jogando uma Copa do Mundo em casa, a equipe foi derrotada por um placar inquestionável de 7 a 1. Um...

De acordo com Jota Silva, do PSB de Campinas (SP), objetivo do projeto de lei é tornar o 8 de julho – data da histórica derrota do Brasil para a Alemanha na Copa do Mundo do ano passado – um dia para se promover debates e discussões para “a melhoria do futebol brasileiro”

Por Redação

Em 8 de julho do ano passado a seleção brasileira de futebol sofria o que é considerada a maior derrota de toda a sua história. Jogando uma Copa do Mundo em casa, a equipe foi derrotada por um placar inquestionável de 7 a 1. Um ano após o fatídico episódio, a data ainda é muito lembrada e, agora, essa lembrança pode ser oficializada: em Campinas (SP), o vereador Jota Silva (PSB) apresentou um projeto de lei para tornar o dia 8 de julho o dia do “É gol da Alemanha”.

“O objetivo não é comemorar o dia 8 como um dia de piada, e sim para ser lembrado e refletido. Como se lembra das grandes tragédias do mundo, guardadas as devidas proporções”, explicou o parlamentar ao jornal O Tempo.

De acordo com Silva, o intuito do projeto de lei é usar o dia para promover reflexões e debates que promovam a “melhoria do futebol brasileiro”. Para o vereador, atualmente, “o futebol não é feito para o torcedor, é feito para meia dúzia de jogadores e dirigentes” e que, por isso, pretende criar todo dia 8 de julho “uma grande discussão” com dirigentes, jogadores e torcedores para ver o que pode ser feito para “melhorar”.

Ainda que inusitado, Jota Silva confia na aprovação do projeto. “O nome é apelativo, mas o projeto em si, é simples, comum, como outro qualquer. Eu acredito que vai aprovar sim”.

Foto: Reprodução

Veja também:  Globo defende a Lava-Jato e "empata" o jogo

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum