Imprensa livre e independente
04 de setembro de 2016, 13h07

Verissimo: Teve cara de golpe, cheiro de golpe e penteado de golpe

Escritor ironiza quem protesta contra a palavra golpe e levanta questões importantes: "Por que o Tribunal de Contas da União acordou do seu sono profundo para examinar as contas de Dilma, depois de ignorar as contas de todos os presidentes do Brasil desde o Getúlio Vargas?".

Escritor ironiza quem protesta contra a palavra golpe e levanta questões importantes: “Por que o Tribunal de Contas da União acordou do seu sono profundo para examinar as contas de Dilma, depois de ignorar as contas de todos os presidentes do Brasil desde o Getúlio Vargas?” Por Brasil 247 Em artigo publicado neste domingo, o escritor Luis Fernando Verissimo ironizou quem protesta contra o uso da palavra golpe para definir o impeachment da presidente Dilma Rousseff. “Teve cara de golpe, cheiro de golpe, penteado de golpe, mas há controvérsias”, escreveu. Verissimo também levantou questões importantes. “Por que o Tribunal de...

Escritor ironiza quem protesta contra a palavra golpe e levanta questões importantes: “Por que o Tribunal de Contas da União acordou do seu sono profundo para examinar as contas de Dilma, depois de ignorar as contas de todos os presidentes do Brasil desde o Getúlio Vargas?”

Por Brasil 247

Em artigo publicado neste domingo, o escritor Luis Fernando Verissimo ironizou quem protesta contra o uso da palavra golpe para definir o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

“Teve cara de golpe, cheiro de golpe, penteado de golpe, mas há controvérsias”, escreveu.

Verissimo também levantou questões importantes. “Por que o Tribunal de Contas da União acordou do seu sono profundo para examinar as contas de Dilma, depois de ignorar as contas de todos os presidentes do Brasil desde o Getúlio Vargas?”, questionou.

Ele disse ainda que Michel Temer escreveu uma cartinha dizendo-se decorativo e ganhou de presente um país inteiro.

Leia o texto na íntegra aqui.

Veja também:  Governo anuncia gastos de R$ 2,5 milhões em locação de carros para Bolsonaro e Mourão

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum