16 de janeiro de 2019, 12h23

Via Twitter, Haddad alerta: “Não deixe Onyx ao alcance das crianças”

Reação do ex-prefeito de São Paulo foi motivada pela frase do ministro da Casa Civil, afirmando que o perigo de se ter uma arma em casa, para crianças, é igual ao de ter um liquidificador

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, resolveu rebater a frase lamentável do ministro da Casa Civil de Jair Bolsonaro, Onyx Lorenzoni. Nesta terça-feira (17), após a assinatura do decreto que facilita a posse de armas, um dos homens de confiança do presidente afirmou que o perigo de se ter uma arma em casa, para crianças, é igual ao de ter um liquidificador. “Não deixe Onyx ao alcance das crianças”, escreveu Haddad, em seu Twitter, na manhã desta quarta (16). Não deixe onyx ao alcance das crianças — Fernando Haddad (@Haddad_Fernando) 16 de janeiro de 2019...

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, resolveu rebater a frase lamentável do ministro da Casa Civil de Jair Bolsonaro, Onyx Lorenzoni. Nesta terça-feira (17), após a assinatura do decreto que facilita a posse de armas, um dos homens de confiança do presidente afirmou que o perigo de se ter uma arma em casa, para crianças, é igual ao de ter um liquidificador. “Não deixe Onyx ao alcance das crianças”, escreveu Haddad, em seu Twitter, na manhã desta quarta (16).


Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

“A gente vê criança pequena botar o dedo dentro do liquidificador e ligar o liquidificador e perder o dedinho. Então, nós vamos proibir os liquidificadores? Não. É uma questão de educação, é uma questão de orientação. No caso da arma, é a mesma coisa. Então, a gente colocou isso (a exigência de cofre) para mais uma vez alertar e proteger as crianças e os adolescentes”, disse Lorenzoni.

“Eu criei quatro filhos com arma dentro de casa. Meus filhos nunca foram lá brincar com arma porque eu ensinei a todos eles o que ela significava”, declarou o ministro.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais