Blogs

11 de junho de 2018, 15h25

VÍDEO: No RJ, jovem toca ‘olê olê olê olá. Lula, Lula’ diariamente e ganha público

Uma jovem trombonista do bairro de Laranjeiras, no Rio de Janeiro, sai todos os dias às 13h na janela de seu apartamento e toca a música que remete ao ex-presidente; vizinhança aprovou e agora faz coro de apoio à Lula ao som do trompete. Assista

Foto: Reprodução/Twitter

Desde que o ex-presidente Lula foi preso, há mais de dois meses, que um tipo de protesto inusitado começou a ganhar as ruas, as televisões e as redes. Trompetistas e trombonistas de todo o Brasil, de maneira espontânea, têm invadido constantemente os links ao vivo de telejornais da Globo com a música “Olê, olê, olê, olá. Lula, Lula”, cantada pelos apoiadores do petista.

Toda vez que a música soa em uma reportagem ao vivo da Globo ou de sua emissora à cabo, a GloboNews, a internet se deleita com os vídeos gravados por telespectadores.

Leia também
Trompetista #LulaLivre ataca novamente; desta vez, no link Jornal Nacional

Mas não é somente em links ao vivo de televisão que os músicos têm encampado o protesto inusitado. No bairro de Laranjeiras, no Rio de Janeiro, por exemplo, já virou tradição instrumentistas de sopro irem às janelas na hora do “Jornal Nacional” para tocar a música. Inúmeros vídeos na internet mostram a cena diária – que chegou a ser pauta, inclusive, em uma coluna do Jornal do Brasil no final de abril. O jornalista Jan Teophilo batizou o protesto dos moradores de Laranjeiras como “Cena carioca”.

Veja também:  Segunda turma do STF julga hoje pedido de nulidade de processo de Lula no caso Triplex

Agora, surge nas redes sociais o registro de uma outra instrumentista do mesmo bairro que, ao invés de tocar a música que remete a Lula na hora do “Jornal Nacional”, o faz diariamente às 13h. De acordo com a deputada federal carioca Benedita da Silva (PT), a vizinhança começou a aprovar e agora faz coro junto à trompetista no “Olê, olê, olê, olá. Lula, Lula”.

Assista.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum