Imprensa livre e independente
26 de abril de 2018, 15h56

Vídeo: PM bombardeia manifestação de estudantes da UnB

Em constante mobilização contra os cortes orçamentários que vêm culminando em demissões e precarização do ensino da UnB, estudantes foram violentamente reprimidos pela PM em um ato na Esplanada dos Ministérios; assista

Foto: NINJA
Dezenas de estudantes da Universidade de Brasília (UnB) foram violentamente reprimidos com bombas de gás e balas de borracha lançadas pela Polícia Militar, na tarde desta quinta-feira (26), durante uma manifestação pacífica na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF). De acordo com a PM,quatro pessoas foram detidas por desacato, incitação à violência e desobediência. Elas foram encaminhadas à 5ª Delegacia de Polícia. O ato contra os cortes orçamentários na universidade, que acontecia na Esplanada dos Ministérios, foi dispersado quando os estudantes se aproximaram do prédio do Ministério da Educação. De acordo com relatos, os policiais começaram a atirar bombas quando...

Dezenas de estudantes da Universidade de Brasília (UnB) foram violentamente reprimidos com bombas de gás e balas de borracha lançadas pela Polícia Militar, na tarde desta quinta-feira (26), durante uma manifestação pacífica na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF).

De acordo com a PM,quatro pessoas foram detidas por desacato, incitação à violência e desobediência. Elas foram encaminhadas à 5ª Delegacia de Polícia.

O ato contra os cortes orçamentários na universidade, que acontecia na Esplanada dos Ministérios, foi dispersado quando os estudantes se aproximaram do prédio do Ministério da Educação. De acordo com relatos, os policiais começaram a atirar bombas quando os estudantes começaram a gritar que os agentes estavam “do lado errado”.

Assista.

Mobilização contra os cortes

Veja também:  Em nota, Glenn diz que Globo prefere "abafar, aos invés de revelar, os desvios da Lava Jato e Moro"

Estudantes ocupam a reitoria da UnB há duas semanas em um protesto contra os cortes orçamentários na instituição. De acordo com os alunos, a “crise financeira” que a reitoria usa para justificar os cortes se deve, na verdade, à PEC 55, que limita os gastos do governo em diversas áreas, entre elas a Educação.

Os cortes vêm culminando em medidas de austeridade, como a demissão de funcionários, a precarização do ensino e o aumento dos preços do Restaurante Universitário.

Nesta terça-feira (24), servidores públicos e os funcionários terceirizados da UnB deflagraram uma greve contra a ameaça de demissão, somando-se à mobilização dos estudantes.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum