Imprensa livre e independente
16 de março de 2018, 10h28

Votação de Marielle para vereadora foi superior a de mais do que 30 deputados federais

Marielle seria anunciada pelo PSOL como candidata do partido a vice-governadora do Rio na chapa do também vereador Tarcísio Motta

A vereadora Marielle Franco (Psol), assassinada na noite da última quarta-feira (14), foi eleita para seu primeiro mandato de vereadora da cidade do Rio de Janeiro, em 2016, com 46.502 votos. A votação de Marielle foi maior do que a de 35 deputados federais, entre eles Beto Mansur, homem forte de Michel Temer. Mansur, que chegou a ser primeiro-secretário da Câmara entre 2015 e 2016, foi eleito Deputado Federal por São Paulo pelo PRB, com 31.301 votos, em 2014. E, por falar nos altos cargos da casa, Rodrigo Maia, o atual presidente da Câmara e presidenciável pelo Dem, teve 53.167 votos, apenas um...

A vereadora Marielle Franco (Psol), assassinada na noite da última quarta-feira (14), foi eleita para seu primeiro mandato de vereadora da cidade do Rio de Janeiro, em 2016, com 46.502 votos.

A votação de Marielle foi maior do que a de 35 deputados federais, entre eles Beto Mansur, homem forte de Michel Temer. Mansur, que chegou a ser primeiro-secretário da Câmara entre 2015 e 2016, foi eleito Deputado Federal por São Paulo pelo PRB, com 31.301 votos, em 2014.

E, por falar nos altos cargos da casa, Rodrigo Maia, o atual presidente da Câmara e presidenciável pelo Dem, teve 53.167 votos, apenas um pouco a mais.

Os planos para Marielle eram altos. A vereadora, com apenas 37 anos, era uma das grandes promessas de renovação política do país. De acordo com matéria do Globo, desta sexta-feira (16), a vereadora Marielle Franco seria anunciada pelo PSOL como candidata do partido a vice-governadora do Rio na chapa do também vereador Tarcísio Motta.

Veja também:  Bolsonaro já estuda mudanças no decreto das armas que libera venda de fuzil para qualquer cidadão

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum