AO VIVO
29 de junho de 2017, 20h10

Washington Post destaca que Temer pode ser salvo por políticos corruptos

“Denunciado por corrupção, presidente do Brasil pode ser salvo por políticos sob suspeita”, diz a manchete de uma notícia que ganhou destaque no portal de um dos maiores jornais dos Estados Unidos  Por Redação  Um dos maiores e mais tradicionais jornais dos Estados Unidos, o The Washington Post deu destaque em seu portal nesta quinta-feira […]

“Denunciado por corrupção, presidente do Brasil pode ser salvo por políticos sob suspeita”, diz a manchete de uma notícia que ganhou destaque no portal de um dos maiores jornais dos Estados Unidos 

Por Redação 

Um dos maiores e mais tradicionais jornais dos Estados Unidos, o The Washington Post deu destaque em seu portal nesta quinta-feira (29) a uma matéria sobre a situação política no Brasil que chama a atenção para o fato de que Michel Temer poderá ser salvo por políticos corruptos.

“Denunciado por corrupção, presidente do Brasil pode ser salvo por políticos sob suspeita”, diz a manchete da matéria, que contextualiza o leitor sobre a denúncia por corrupção passiva apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) ao Supremo Tribunal Federal (STF) e submetida à Câmara dos Deputados.

O jornal norte-americano procura explicar, no texto, a denúncia apresentada contra Temer e dá destaque para o fato de que grande parte dos parlamentares que compõem a Câmara dos Deputados – Casa que decidirá se a denúncia vai ou não para o STF – é composta por outros denunciados e investigados pela Justiça em esquemas de corrupção, incluindo o próprio presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que assume a presidência interinamente caso Temer se torne réu no STF. Para o Washington Post, no entanto, o peemedebista pode ser salvo por esses parlamentares.

A publicação pondera, no entanto, que ainda que Temer sobreviva a todos esses escândalos, ele perdeu a capacidade de governar com 35 partidos políticos e que as reformas que tanto queria aprovar estão paralisadas.

“Mesmo que sobreviva a esse turbilhão de escândalos, o bloqueio político comprometeu a capacidade de Temer de governar com 35 partidos políticos e ainda paralisou as reformas trabalhistas que prometeu. Pode ser que Temer perceba que o Brasil se tornou ingovernável em seu mandato com membros de sua própria base pedindo que ele renuncie”, diz o texto.

Leia a matéria completa aqui.